30ª edição do Prêmio Gerdau Melhores da Terra apresenta os primeiros vencedores na Agrishow 2012

​​30/04/2012​

O Prêmio Gerdau Melhores da Terra, maior premiação da América do Sul para o setor de máquinas e equipamentos agrícolas, anuncia seus primeiros vencedores de 2012, ano de sua 30ª edição. As empresas Kepler Weber S.A, Mepel Máquinas e Equipamentos Ltda, Implementos Agrícolas Marispan Ltda e Industria Agromecânica Pinheiro Ltda receberão os troféus da categoria Novidade Agrishow em cerimônia a ser realizada na quarta-feira, 2 de maio, no estande da Gerdau (Rua A7 D), às 11h.

Para definir os vencedores, a Comissão Julgadora percorreu a feira durante dois dias, antes da abertura oficial. As 20 máquinas e equipamentos inscritos foram avaliados detalhadamente e, além disso, seus representantes e/ou fabricantes foram entrevistados. A categoria Novidade Agrishow é voltada para máquinas e equipamentos lançados há menos de um ano e presentes na edição 2012 da Agrishow.

O Prêmio Gerdau Melhores da Terra conta também com a categoria Novidade Expointer, que avaliará produtos inscritos no Prêmio e presentes nessa feira agropecuária, com a categoria Destaque, que reconhece equipamentos com, no mínimo, um ano de existência no mercado, e da categoria Pesquisa & Desenvolvimento, para estudantes acadêmicos e profissionais das ciências agrárias ligados ou não a instituições de ensino. A Expointer é realizada no segundo semestre na cidade de Esteio (RS).

Há 30 anos, o Prêmio acompanha e incentiva o processo evolutivo do setor e o crescimento do agronegócio brasileiro, além das transformações que a tecnologia proporciona, como novas metodologias e aumento da produtividade. O objetivo do Prêmio é estimular a inovação, a qualidade, a tecnologia e a criatividade e oportunizar que o mercado conheça o que existe de melhor em máquinas, equipamentos e componentes de uso agrícola fabricados nos países membros do Mercosul e no Chile, além de trabalhos científicos na área da Engenharia Agrícola.

Para o coordenador da Comissão Julgadora do Prêmio e professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Luiz Fernando Coelho de Souza, o agronegócio brasileiro tem apresentado significativa melhora na qualidade de seus produtos. "Os dois últimos anos foram bastante positivos para a agricultura do país. Os incentivos de crédito concedidos pelo governo permitiram aos produtores grandes investimentos em máquinas, equipamentos, novas tecnologias e insumos técnicos. Diante desse cenário, o setor registrou no Brasil a safra recorde de 159,204 milhões de toneladas em 2011", ressalta.

O coordenador do Prêmio explica que esse número só foi possível devido às grandes conquistas obtidas na área de tecnologia e pesquisa agronômica, com expressivos ganhos de produtividade. Os dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) apontam que há 30 anos, quando surgiu o Prêmio Gerdau Melhores da Terra, a agricultura contava com uma produção de 1.281 toneladas por hectare. Hoje esse índice quase triplicou, atingindo 3.263 toneladas por hectare. "Para 2012, a tendência é de um mercado estável, com leve crescimento. Este é o momento de investir na qualificação da produção, para assim proporcionar condições de entrada em novas praças", conclui o professor.

A Comissão Julgadora agora volta suas atenções para as próximas etapas do prêmio: as categorias Novidade Expointer, com inscrições até 10 de agosto, Destaque, com inscrições até 15 de junho e Pesquisa & Desenvolvimento, com inscrições até 10 de agosto. Os próximos vencedores serão conhecidos na Expointer, no fim de agosto.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo website www.melhoresdaterra.com.br ou pelo correio, com carta para a Gerdau aos cuidados da Comunicação Corporativa - Avenida Farrapos, 1811 - Cep: 90220-005 - Porto Alegre - RS - Brasil. O regulamento completo do prêmio também está disponível online.

Os Vencedores

Produtos premiados são de fabricantes com unidades em SP e RS

Para a 30ª edição do Prêmio Gerdau Melhores da Terra, a categoria Novidade Agrishow foi dividida em Agricultura de Escala e Agricultura Familiar, de forma a contemplar os equipamentos que melhor atendem às necessidades de cada um dos dois segmentos.

Na divisão Agricultura de Escala, o Troféu Ouro foi concedido ao Secador de Grãos Khronos, fabricado pela Kepler Weber, de Panambi (RS). O produto contempla preceitos cada vez mais presentes na moderna agricultura, como a automatização de processos, eficiência energética e compromisso com o ambiente, bem como confiabilidade e qualidade de desempenho. O projeto desenvolvido pela Kepler Weber apresenta um novo fluxo de grãos no interior do secador, com distribuição mais uniforme do calor, o que aumenta a eficiência do processo e resulta em menor consumo de lenha para a fornalha.

O Secador Khronos conta com um maior número de sensores em seu interior, gerando correções automáticas no processo, o que reduz a carga de trabalho e aumenta a segurança do operador. O sistema inovador de coleta e queima das partículas sólidas também contribui efetivamente para a redução da poluição ambiental. As partículas resultantes do processo de secagem são direcionadas, por meio de fluxo de ar, para o interior da fornalha. A reordenação de fluxos e otimização do processo de secagem levaram, inclusive, a uma redução do tamanho do secador, refletindo na redução do preço final ao consumidor.

Já o troféu prata da divisão Agricultura de Escala foi para o Distribuidor de Adubo Orgânico Líquido Especial para Vinhoto, fabricado pela Mepel Máquinas e Equipamentos Ltda, da cidade de Estação (RS). O equipamento viabiliza a racionalização do manejo da vinhaça (vinhoto), sub-produto da fabricação do álcool e do açúcar. A prática vem sendo adotada pelas usinas de cana de açúcar brasileiras e realiza-se por meio da aplicação concentrada da vinhaça nas linhas de plantio. Os benefícios são a maior fertilização da cultura, melhoria na logística do transporte da vinhaça, preservação ambiental e aproveitamento da água residual da concentração do produto no processo produtivo.

O equipamento cumpre um papel importante no processo de distribuição da vinhaça a campo. Sua concentração implica em significativos investimentos por parte das usinas, mas há ganhos na logística (evita-se o transporte desnecessário de água para a lavoura) e na adubação eficiente da cultura (pela aplicação localizada do produto concentrado na linha de plantio). Atualmente, a distribuição por aspersão, uma vez que o produto contém água, é desuniforme em função da maneira como é aplicado, resultando em volume acima do necessário.

Na divisão Agricultura Familiar, o Troféu Ouro foi concedido para a Adubadeira Fertinox 1000E, fabricada pela Implementos Agrícolas Marispan, da cidade de Batatais (SP). A máquina é utilizada em propriedades cafeeiras de agricultura familiar, que, segundo dados do IBGE, concentram 38% da produção brasileira de café – são cerca de 275 mil propriedades que demandam equipamentos de porte e características específicas. A Fertinox 1000E, utilizada para a aplicação de fertilizantes, contempla as exigências desse tipo de exploração, como agilidade de manobra e precisão na aplicação de produtos.

Nessa mesma divisão, o Troféu Prata foi para o Conjunto Familiar Campeira, um equipamento multiuso constituído por uma ensiladeira e um triturador, fabricados pela Indústria Agromecânica Pinheiro Ltda, de Itapira (SP). O diferencial do produto, usado no ciclo de alimentação de animais, é o fato de os equipamentos serem montados em uma plataforma comum e acionados por um único motor, alternadamente e sempre que o produtor necessitar. A ensiladeira é utilizada para a moagem de cana, milho ou capim elefante, entre outros produtos destinados ao consumo animal, e o triturador tem um papel importante na composição da ração animal.

Atualmente, a agricultura familiar no Brasil ocupa 36,4 milhões de hectares para a produção de proteína animal, sendo responsável por mais da metade da produção de leite, aves e suínos e 30% da produção de bovinos no Brasil, segundo o último censo agropecuário. A escolha do conjunto deve-se à sua contribuição no alcance desses resultados. A utilização de apenas um motor para o funcionamento da ensiladeira e do triturador produz reflexos na redução de custos de aquisição pelo produtor. O conjunto familiar campeiro admite, para seu acionamento, motores que vão do elétrico ao de combustão interna e apresenta facilidade de alternância no uso da ensiladeira e do triturador.

Sobre a Gerdau

A Gerdau é líder na produção de aços longos nas Américas e uma das maiores fornecedoras de aços longos especiais no mundo. Possui 45 mil colaboradores e operações industriais em 14 países – nas Américas, na Europa e na Ásia –, as quais somam uma capacidade instalada superior a 25 milhões de toneladas de aço. É a maior recicladora da América Latina e, no mundo, transforma, anualmente, milhões de toneladas de sucata em aço. Com cerca de 140 mil acionistas, a Gerdau está listada nas bolsas de valores de São Paulo, Nova Iorque e Madri.

Assessoria de imprensa

(51) 3323-2170 / (51) 3323-2182 / (51) 3323-2350

imprensa@gerdau.com.br

www.gerdau.com.br

« Back
De
Nome
Para
Nome
E-mail