Em 31 anos de existência, o Prêmio Gerdau Melhores da Terra tem consagrado a indústria de máquinas e implementos agrícolas apontando os equipamentos mais modernos e eficientes. Desde 1983, quando surgiu a partir de um convite da Secretaria da Agricultura do RS, o Prêmio passou por transformações importantes, cresceu e acompanhou a evolução do setor.

No início, a premiação se dividia em duas categorias: um troféu Destaque e cinco troféus Novidade, com uma comissão julgadora formada por técnicos do RS sob a coordenação do professor Luiz Fernando Coelho de Souza, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

A partir de 1990, a comissão foi ampliada e tornou-se nacional, integrada por 10 profissionais das maiores instituições de ensino e pesquisa do País. Dois anos depois, passou a ser concedido um Prêmio Especial para equipamentos estrangeiros e a Comissão Julgadora recebeu especialistas em mecanização agrícola no âmbito do Mercosul.​

​​


[]
Em 1996, uma grande surpresa. A maior exposição agroindustrial da América Latina viu desfilar, junto aos animais vencedores, com rosetas, as máquinas campeãs do Prêmio Gerdau Melhores da Terra, tradição mantida até hoje.

No ano seguinte, as inscrições foram expandidas. Os concorrentes na Categoria Destaque não precisam mais ser expositores na Expointer, mas o equipamento vencedor deve estar presente.

Em 1999, o Prêmio registrou um número recorde de inscrições nas duas categorias. Concorreram 23 equipamentos na Categoria Destaque e 29 equipamentos (23 empresas) na Categoria Novidade.

Na edição do ano 2000, o Prêmio Gerdau Melhores da Terra comemorou 18 anos com o lançamento do site na Internet, apostando como sempre na inovação tecnológica, no desenvolvimento e na qualificação do setor e da agricultura como um todo. O Prêmio Gerdau Melhores da Terra chega à maioridade consagrado como o mais importante da América do Sul, conferindo aos vencedores o reconhecimento internacional.

Em 2001, a Comissão Julgadora do Prêmio Gerdau Melhores da Terra - composta por especialistas em mecanização agrícola de dez instituições de ensino e pesquisa do Brasil, Argentina e Chile - percorreram 30 mil quilômetros, entrevistando 168 usuários em 116 municípios durante 26 dias. Nesta edição, concorreram 54 produtos nas duas categorias: Destaque e Novidade. Na Destaque, participaram 26 empresas com 26 produtos, enquanto que a categoria Novidade somou 23 empresas com 28 equipamentos inscritos. Desde o lançamento da campanha, o site www.melhoresdaterra.com.br já recebeu mais de 2000 acessos.

Na edição comemorativa dos 20 anos do Prêmio Gerdau Melhores da Terra, 42 equipamentos agrícolas concorreram nas duas categorias - Destaque e Novidade. Deste total, 21 empresas com 21 produtos inscreveram-se na categoria Destaque, que premia tecnologias lançadas no mercado há pelo menos um ano. Já a categoria Novidade, na qual participam máquinas lançadas após a Expointer 2001 e participantes desta edição da feira, somou 20 empresas com 21 produtos inscritos. Para escolher os vencedores da categoria Destaque, a comissão julgadora do Prêmio superou os números da edição de 2001 e percorreu 37 mil quilômetros, entrevistando 300 usuários em 158 municípios. Na categoria Novidade, a avaliação dos inscritos foi realizada na própria Expointer a partir de visitas aos estandes.

​​


Em 2003, o Prêmio Gerdau Melhores da Terra passou a contar com mais uma categoria, a Pesquisa e Desenvolvimento, um reconhecimento aos melhores trabalhos científicos realizados por estudantes de graduação e pós-graduação ou por profissionais das ciências agrárias. Na edição ocorreu ainda o lançamento do livro que conta os 20 anos de história da maior premiação para o setor de máquinas e equipamentos agrícolas da América do Sul.

O Prêmio foi marcado por uma série de recordes neste ano. O número de participantes nas categorias Destaque e Novidade cresceu para 38 em cada uma delas, 80% a mais em relação a 2002. A comissão julgadora do Prêmio percorreu 67 mil quilômetros no Brasil e na Argentina para realizar entrevistas com os usuários dos equipamentos que concorreram à categoria Destaque, um aumento de 81%. A classificação Pesquisa e Desenvolvimento alcançou a marca de 29 trabalhos científicos inscritos.

Em 2004 o Prêmio Gerdau Melhores da Terra foi lançado durante a feira agropecuária Argentina Expochacra. Com o apoio institucional do Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária (INTA), da Argentina, a representatividade de empresas do país chegou a 22% do total de inscritos da Categoria Destaque.

O Prêmio Gerdau Melhores da Terra, em 2005, foi lançado na Argentina (Feriagro), no Chile (Expoagro) e no Brasil (Agrishow). No ano, a internacionalização de maior premiação para o setor de máquinas e equipamentos agrícolas da América do Sul foi reforçada ainda com o apoio institucional do Instituto Nacional de Investigações Agropecuárias (INIA), do Chile.
 
horizontal
 
 
De
Nombre
Para
Nombre
E-mail
 
Vertical